Revista Entrevip

Revista Entrevip

Quando devo procurar um nutricionista para o meu filho?

Sexta 05 de Maio de 2017

Por: Ana Paula Moura

Toda mãe quer oferecer o melhor para o seu filho. E em se tratando de alimentação dos pequeninos, eles sabem bem como nos deixar de cabelos em pé!

Está bem estabelecido que hábitos alimentares inadequados, durante a infância e adolescência, representam um dos fatores para o risco de desnutrição, obesidade, carências nutricionais, anemia, diabetes, dislipidemias, hipertensão arterial e outras doenças crônicas.

Muitas crianças e adolescentes apresentam seletividade alimentar que causa uma grande preocupação aos pais, pois podem levar à ocorrência de deficiência nutricional, obesidade, traumas, entre outros distúrbios. Portanto, intervir quando aparecem os primeiros sinais, ou prevenir por meio de orientação profissional especializada é a melhor indicação.

E as dúvidas das mamães são tantas: Posso colocar um suco de caixinha todos os dias na lancheira da criança? Qual é o limite das guloseimas? Quantas frutas meu filho precisa comer por dia? E o leite, qual o mínimo necessário? Meu filho não aceita verduras e agora? Devo comprar tudo orgânico? Devo esconder o alimento no prato? Posso substituir por outra coisa? A maioria já fizeram essas perguntas!

Uma boa conversa com o nutricionista ajuda a esclarecer essas dúvidas, deixando-a mais feliz e segura para cuidar dos detalhes da alimentação do seu filho, seja quando ele está sob seus cuidados ou aos cuidados da escola.

Informação certa, na hora certa, faz toda a diferença. Desenvolver na criança uma relação saudável e prazerosa com os alimentos desde cedo, é um dos  propósitos no segmento da alimentação infantil.

Revista Entrevip Edição Especial - Pag 64 - Dra. Ana Paula Moura Pereira

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.