Revista Entrevip

Revista Entrevip

Os benefícios da drenagem na gestação

Terça 02 de Maio de 2017

Por: Maria Cristina

Durante a gestação há um aumento na produção hormonal, alguns hormônios são responsáveis pela retenção hídrica, aumentando o volume sanguíneo entre 30% a 50%, e o nosso organismo retêm cerca de 8 litros de água durante a gestação.

Drenagem Linfática é uma técnica criada na Europa por volta dos anos 30, que estimula os gânglios linfáticos, melhorando seu funcionamento e, consequentemente, a circulação sanguínea levando ao escoamento dos líquidos retidos. A partir de movimentos leves e lentos, sendo realizada somente por profissionais devidamente treinados e habilitados.

A drenagem exerce funções em todo o organismo: melhora a circulação sanguínea, eliminando toxinas e diminuindo a retenção líquida (inchaço), além de ativar a oxigenação celular e nutrição dos tecidos, preveni e combate varizes e celulite.

É preciso ser feita com muita atenção e cuidado, pois pode desencadear contrações e até mesmo um parto prematuro. Podendo ser iniciada partir do terceiro mês de gestação, sendo interessante continuar a drenagem pós-parto, para melhor recuperação da paciente.

Embora a drenagem linfática pode ser feita durante a gravidez, está contraindicada em alguns casos, como: gravidez de risco; hipertensão descontrolada; insuficiência renal; trombose venosa profunda; doenças relacionadas ao sistema linfático; febre ou infecções.

A drenagem traz diversos benefícios, tanto no pré quanto no pós parto, proporcionando além de inúmeros benefícios, uma boa qualidade de vida.

Vip Bem Estar - Belle Corpus  - Pag. 65 - Revista Etrevip Edição Espcial Noivas e bebês 

Comentários

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.